Sandro: "Querem prejudicar a mim e a meu irmão".

18/06/2013 13:48
O Prefeito Sandro Matos, de São João de Meriti (RJ), na reunião do Diretório Regional do PDT-RJ realizada na segunda-feira (10/6) passada, alertou aos militantes do partido de que alguns de seus adversários políticos estão tentando novamente atacar sua administração com base na falsa denúncia de que teria desviado recursos públicos da merenda escolar do município.
 
“Querem prejudicar a mim e a meu irmão, o deputado federal Marcelo Matos, como já tentaram fazer antes da eleição, em 2011, com a mesma denúncia”, frisou Sandro Matos, acrescentando que naquela ocasião eles nada conseguiram porque a população do município o reelegeu prefeito logo no primeiro turno, desempenho que poucos candidatos conseguiram.
 
Sandro lamentou o fato de a denúncia - mesmo sendo velha e sem fundamento - ter encontrado espaço e destaque nas páginas do jornal “Extra”, edição do último dia 12/5. Ainda no relato ao diretório – precedido da entrega de cópias de documentos oficiais sobre o assunto – Sandro assinalou que estranhava a atitude do jornal, mas preferia não polemizar: estava ali para prestar os esclarecimentos que achassem necessários.
 
Não foi questionado, mas explicou que a questão começou com uma denúncia ao Ministério Público Federal de que estaria havendo fraude na merenda escolar de São João de Meriti, adquirida com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar, porque os alimentos estariam sendo comprados com preços acima dos praticados pelo mercado e sem licitação.
 
Pelo fato de a denúncia envolver também o seu irmão Marcelo Matos, hoje deputado federal, mas na época Secretário de Assuntos Institucionais da prefeitura, o caso foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal e para relator do processo designado o atual presidente da instituição, ministro Joaquim Barbosa.
 
Este, imediatamente, solicitou explicações à prefeitura; e, no dia 30 de setembro de 2011, dentro do prazo estipulado, foram encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal, em Brasília, 26 caixas com todos os documentos solicitados.
 
Mas inexplicavelmente, no dia 18 de outubro do mesmo ano, o ministro assinou mandado de busca e apreensão desses mesmos documentos – a ser executado pela Polícia Federal - nas creches e escolas de São João de Meriti. O fato de eles já terem sido encaminhados, foi ignorado.
 
O Ministro Joaquim Barbosa, assinalou Sandro, apesar do engano, alertou em seu despacho para que a diligência fosse feita com cuidado pelo fato de a operação policial ter que ser executada dentro das creches e escolas municipais do município. Aconteceu exatamente o inverso.
 
Indignado com a forma como foi executada a diligência, pela Polícia Federal, que entrou armada de fuzil entre as crianças, o Prefeito Sandro Matos enviou ofício ao Ministro, cobrando explicação, segundo cópia distribuída na reunião do diretório, que ele próprio leu o trecho:
 
“… Não obstante a ‘discrição e urbanidade’ que deveriam prevalecer no cumprimento da diligência, o Delegado Marcelo Prudente disparou para a imprensa um release dando conta da deflagração de uma operação policial a que se denominou ‘Caribdis’, como se fosse aquela diligência resultado de um trabalho investigativo da própria Polícia Federal, e não uma simples diligência determinada por Vossa Excelência em autos de inquérito policial. Mais do que isso, o Delegado Marcelo Prudente convocou uma entrevista coletiva à imprensa para as 11h de ontem, com o objetivo de prestar mais esclarecimentos sobre a operação Caribdis. Como não bastasse, para que a pseudo-operação tivesse a relevância midiática que se tentava emprestar, o Delegado Marcelo Prudente mobilizou nada menos do que 130 agentes da Polícia Federal para uma simples diligência determinada nestes autos…”.
 
Houve enorme desgaste para a administração municipal, explicou Sandro, mas a população foi devidamente informada dos fatos. Na época isto não deu em nada, não atrapalhou a sua reeleição e, por isso, estranhava o fato de que o assunto tenha voltado a ganhar destaque na mídia, através do jornal “Extra”, embora não haja nenhum fato novo a registrar. Sandro Matos é pré-candidato do PDT ao governo do Estado nas eleições do ano que vem.
 
JORNAL FOLHA DO RIO