Paes fará pronunciamento sobre atos de vandalismos em protesto.

21/06/2013 10:40

Estragos causados por vândalos na Avenida Presidente Vargas
Foto: Fernando Quevedo / Agência O Globo

Estragos causados por vândalos na Avenida Presidente VargasFERNANDO QUEVEDO / AGÊNCIA O GLOBO

 

RIO - Depois de uma noite de protestos e vandalismo na cidade, prefeito Eduardo Paes anunciou que fará um pronunciamento à imprensa no Centro de Operações da prefeitura na manhã desta sexta-feira. O prefeito vai falar sobre a manifestação da noite desta quinta, que começou de forma pacífica, mas acabou com cenas de vandalismo, roubos e confrontos com a polícia. A Secretaria estadual de Segurança do Rio também dará entrevista coletiva sobre as ocorrências da última noite.

 

Participarão da coletiva com a Cúpula de Segurança o secretário José Mariano Beltrame, a chefe de Polícia Civil, delegada Martha Rocha, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Erir Costa Filho, e o chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros, Ronaldo Alcântara.

Mesmo após o anúncio da redução do preço das passagens, feito no dia seguinte à passeata dos 100 mil, na segunda-feira, no Centro, os protestos continuaram. Nesta sexta, a cidade amanheceu com pichações como "Fora Cabral" e "Não quero Copa, quero saúde e educação", prédios depredados, postes quebrados, sinais destruídos. Lojas também foram saqueadas durante a ação dos vândalos.

A passeata que começou na Candelária e seguiu pelas ruas do Rio reuniu cerca de 300 mil pessoas. O ponto maior de tensão foi em frente ao prédio da Prefeitura, na Cidade Nova. Os manifestantes tentaram invadir o prédio. Além do Batalhão de Choque, a Polícia Montada foi destacada para reforçar a segurança no local. A manifestação terminou com 62 feridos, dez detidos e cinco presos.



JORNAL FOLHA DO RIO