CÉSAR MAIA GOVERNADOR?

14/11/2013 14:08

 

    Estive na segunda-feira à tarde, no hotel Guanabara, centro do Rio, a convite do amigo Waguinho Bandeirinha, para acompanhar a reunião geral de candidatos, mandatários e dirigentes do DEM.

 

    Pelas análises já realizadas anteriormente pela equipe da NETWORK, tinha em mente encontrar a atmosfera que encontrei, ou seja, muita gente, um líder ainda capaz de conduzir, ou melhor, seduzir correligionários, no mais, um partido esvaziado de forças políticas ou organização profissional, como vem demonstrando no Rio de Janeiro a sequência de derrotas eleitorais e perda de mandatários.

 

    Enfim a quantidade agradou, mas a qualidade...,bem diferente, ouvi do próprio César Maia a afirmação de que é candidato a governador e que as chapas de federal e estadual serão sangue puro, na prática até gosto deste projeto, desde que desenvolvido com profissionalismo, ele demonstraria o reconhecimento de que o partido tem um teto, e este teto poderia ser transformado em projeto, bem definido , gerando credibilidade e potencializando o resultado, não vejo no grupo ali reunido esta capacidade.

 

    Corrobora este raciocínio a falta de carisma do Deputado Federal Rodrigo Maia, mais uma vez comprovado na reunião, incapaz de sorrir, incrível, ele mesmo reconheceu em seu discurso, que vive a sombra do pai, bem, pra ele isso não faz diferença, segundo os cálculos deles, César fará 70 mil votos de legenda, com o quê até concordo, com mais uns 80 de Rodrigo que também será alavancado pela candidatura do pai, sem essa candidatura ele com certeza veria seu capital eleitoral bem diminuído, até por isso acho que César Maia vai até o fim com este planejamento, seriam 150 mil, ou seja, quase o suficiente para reeleger Rodrigo, o restante por pior que seja a chapa vai fazer, estou certo, por exemplo, que o Waguinho Bandeirinha , projeto que estamos ajudando a construir vai chegar pelo menos a 20 mil votos, já dando ao partido a primeira vaga.

 

    A chapa de Estaduais é uma incógnita, talvez faça um, quem sabe com sorte dois, acho que é muito pouco para um partido do tamanho do DEM, é preciso que os partidos não apenas o DEMOCRATAS, mas todos aqueles de médios pra baixo, comecem a se preocupar com a cláusula de barreira que se agiganta na reforma política, e que vai privilegiar a competência em todos os sentidos, estou torcendo muito , para que este item seja aprovado, pois será um ganho para todo o povo brasileiro.

 

    De qualquer forma ter César Maia na disputa será bem enriquecedor para o debate eleitoral, fiquei feliz de perceber que ele não perdeu a facilidade de convencimento, garantia de fervura na panela, vamos acompanhar e depois conversamos de novo.

 

Osmar Bria é colunista o Jornal Folha do Rio.